sábado, 16 de outubro de 2010

CAPÍTULO 16

Corri atrás de Adam, mas depois de um longo tempo á sua procura o perdi de vista, então subi as escadas que davam para os quartos pra ver se consiguia achar Nica e o Sam, pois eu não tinha a menor ideia pra onde eles haviam ido.

Já estava abrindo a quinta porta quando me deparo com uma cena horripilante atrás da mesma.

Adrian.

O do passado.

Ele estava acorrentado em uma cama, somente de cueca e, em cima dele, fazendo arranhões em todo eu corpo e cortando seu pulso, fazendo jorrar sangue pelo chão do quarto e pelo lençol branquinho da cama, estava Aurora.

Ela também lambia seu sangue e conforme as tragados de AB positivo, falava um tipo de encantamento, em alguma língua antiga que eu não conhecia.

Cada vez que terminava um frase e dava um grito estridente, uma das quatro direções centrais explodia com fogo.

Fiquei paralisada de medo, sentindo que havia falhado em minha missão, que não haveria mais chances para o principe e, quando a útima das direções explodiu, Aurora pegou aquele mesmo punhal que havia me ameaçado dias atrás e o enfiou com uma ferocidade no peito dele.

- Não - tentei gritar mas saiu um pouco mais alto que um sussurro.

Mas eles me ouviram e viraram para me olhar no mesmo instante. Ela com raiva por ter sido interrompida e Ele com um olhar vidrado, pouco à pouco se desfazendo deste mundo.

- Agata ? - falou com uma voz esganiçada.

Comecei a correr, corri como nunca havia corrido antes, estava quase chegando nas escadas para o salão quando ouve outra explosão e dessa vez todo o castelo ficou escuro, sem luz alguma.

Nessa hora fui empurrada por alguém contra a parede, seus dois braços em cada lado da minha cabeça.

Não havia como fugir, não sabia quem ele era, apesar de ter um perfume conhecido, estava usando uma mascara, então mesmo com minha visão noturna não consegui reconhecê-lo. Mas ao invés de matar como eu havia pensado, ele começou a me beijar. Com desejo, forte o suficiente para machucar meus lábios.

Precisava pensar, o que é meio dificil quando você está sendo beijada magnificamente por um estranho e com uma vontade imensa de retribuir o beijo, espera, eu já estava fazendo isso. As imagens do principe começaram a voltar em minha cabeça.

- Pare ! - empurrei-o para longe.

- O que foi ? Não está gostando, my dear? - perguntou meio sarcastico, tentando me agarrar de novo.

- Já disse pra me soltar - respondi com uma voz forte e dei um chute em su estomago.

Mais um vez eu estava correndo e dessa vez eu podia sentir alguém me seguindo, provavelmente o tarado beijador.

Quando entrei no salão,parei, não conseguia respirar, não podia acreditar no que estava vendo.

Não.

Não.

Não. Aquilo não podia estar acontecendo, mas era real, mas como? Como Ele pode fazer isso comigo?

- Por que você parou? Não quer mais brincar de pega-pega?

- Ah, me faz um favor vai. Cala a boca! E veja você mesmo.

Comecei a ficar com raiva, no do tarado - talvez não ao todo - mas Dele. Como ele pôde fazer isso comigo? Pergnto a mim mesma novamente. Pensar que a pouco tempo eu estava me martirizando por sua morte... Peraí, ele não havia morrido? Como? Eu não sei que merda está acontecendo, mas depois disso eu mesma me certificarei de matá-lo.

Acho que, quando tenho uma emoção muito forte, além de meus lhos mudarem minhas asas também aparecem e foi exatamente isso que aconteceu.

- Acendam as luzes! - não reconheci minha voz quando ela saiu da minha boca, estava poderosa, dura e para dar mais impacto, bati minhas asas somente uma única vez.

Com essa lufada de ar, as velas, uma por uma foram se acendendo, rapidamente o salão estava todo iluminado novamente. Podendo dar ao tarado que eu parecia conhecer de algum lugar a visão dos acontecimentos.

- O que...O que é você? - falou primeiramente olhando pra mim, depois quando seu olhar caiu para o centro do salão e viu o que estava acontecendo ficou pálido, quase translúcido. Lágrimas começaram a cair de seus olhos.

- Começou outra vez. Agora me diga Agata, o que você irá fazer quanto a isso?

5 comentários:

  1. ei Laari, eu não li porque quero começar do começo, rsrsr.
    Quando chegar em casa voou ler até esse capítulo e acompanhar a história. ^^
    beijos

    ResponderExcluir
  2. suhaasuhuhasuh mais leitoras!!!!!
    \o/\o/\o/\o/\o/\o/

    Marina, os caps a partir de agora vão ser mtoooooo tensos sahuhusuhsauhsauhsa *---------*

    bjs ;*

    ResponderExcluir
  3. Aaah LAri kd? qnd vc vai postar mais?

    ResponderExcluir
  4. Bom eu acabei de postar um pedacinho lá na comu... aqui no blog eu só vou postar quando o cap estiver inteiro... xD

    ResponderExcluir